02 janeiro 2017

O que aprendi em 2016


2016 foi um ano confuso em muitos momentos e foi também um ano de muito aprendizado e amadurecimento, então vim listar algumas das coisas boas que me fizeram crescer como pessoa durante o ano.
Registrar coisas boas é bem importante porque faz a gente sentir aquele "orgulhosinho bom" e faz a gente relembrar momentos incríveis e experiências que tivemos.

Então vamos lá!

O blog "nasceu" em 2016

Não sei o porquê, mas a maioria das pessoas que conheço não acreditam que eu sou insegura. EU SOU INSEGURA DEMAIS, é uma coisa que venho melhorando tem sido uma briga interna, e o blog ajudou e ajuda demais nesse quesito.
Fazer o primeiro post foi um sofrimento e demorou muito até eu sentir orgulho dele. Quando publiquei meu primeiro vídeo eu tive um ataque de pânico.

Através do blog eu venci o medo de me expor um pouco mais.

Em 2016 eu experimentei a sensação de amar e entender o meu cabelo

Nunca tinha gostei do meu cabelo, na verdade, passei a vida odiando ele e por um bom tempo eu apenas o ignorava. Mas muito por causa do blog e de muitas pessoas que conheci durante o ano eu consegui "me libertar" dos preconceitos que eu mantinha em relação ao meu próprio cabelo, e o mais legal disso é que passei a olhar o cabelo dos outros de uma outra forma.
Desconstruir preconceitos faz bem e muda o nosso jeito de olhar o mundo. Toda mudança que parte de nós transforma o nosso olhar para as outras pessoas, é uma coisa que todo mundo deveria experimentar.

Em 2016 eu fui camaleoa

Tive cabelo curto, ondulado, super definido, lilás, descolorido, azul e fiquei ok com todas as mudanças.

Passei a estudar mais sobre os assuntos abordados no blog

Quando comecei eu não fazia ideia de que ia ficar horas lendo sobre cabelo, maquiagem, produtos, substâncias de nomes esquisitos e o interessante é que o blog foi crescendo depois que eu tomei consciência de que precisava estudar. Hoje em dia eu reservo horas do dia apenas para estudar sobre como melhorar o conteúdo, as resenhas e edições de vídeos e fotos, leva tempo, mas é isso mesmo, é um caminho de melhoria que eu venho buscando trilhar.

Só agora no finalzinho do ano que pela primeira vez na vida eu experimentei a sensação de gostar (de verdade) do meu próprio corpo

Um ano desafiador como 2016 faz a gente tocar o fod@-se pra muita coisa, não é mesmo?
Já falei por aqui sobre como já fui "fitness", "no pain, no gain", "frango&batata doce" e essas coisas todas que eu até gosto, mas que praticava pelos motivos que para mim não são os melhores.
Porém mesmo quando era metida a "musa fitness", não gostava do meu corpo, dava muita importância ao que os outros pensavam a respeito e isso em fazia um mal.


Terminei o ano com uns bons quilos ganhos e feliz demais por ter experimentado a sensação de  ir à praia apenas para me divertir sem nenhuma neura com relação às gordurinhas.

Parece uma coisa pequena, mas não é não!

2016 em números

Me concentro no fato de que faço o blog por gostar de fazer, mas não há como ignorar os números.
Terminei 2016 com 189 pessoas inscritas no Canal do You Tube, 280 seguidores no Instagram, 1099 pessoas na página do Facebook e mais de 65 mil visualizações de página no blog.
Pra mim isso é gente pra caramba!
Eu tô comemorando, miagentiii

Em 2016 eu aprendi mais sobre GRATIDÃO

Além disso, aprendi sobre empoderamento, insegurança e aprendi a não dar importância para o que não me faz melhor. Aprendi também que tudo isso requer exercícios constantes de amor próprio.

Não poderia começar 2017 pra valer sem escrever todas essas coisas, sem compartilhar minhas conquistas e aprendizados.
Todas as mudanças foram sutis, mas me fizeram melhor e eu desejo que mudanças sutis assim aconteçam na vida de todas as pessoas e que em 2017 a gente não deixe de praticar amor próprio e que a gente não desista das coisas por insegurança.

Quer começar algo em 2017? Comece com o que você tem e vá aperfeiçoando. Depois de um tempo você volta e olha de começou para ter orgulho do quanto evoluiu. Apenas Comece!!

E sobre gratidão: obrigada por ler o que escrevo, por conferir as resenhas, por cada clique, visita, impressão, compartilhamento, curtida, por toda demonstração de apoio, comentário... Obrigada por vir aqui!

Beijo! Olha 2017 aí...


Nenhum comentário:

Postar um comentário