Como identificar os tipos de silicones nos produtos para cabelo

09 julho 2016


Vamos falar mais sobre silicones?

Já falei um pouco sobre eles AQUI e sobre petrolatos AQUI.

Os silicones não são ruins para os cabelos. Eles oferecem alguns benefícios como sensação de sedosidade, redução do frizz e proteção térmica, porém uma vez que a gente faz uso é importante saber como retirar os resíduos dos fios.

Há silicones solúveis e insolúveis, na verdade, devem ter outras variações, mas vamos falar sobre o que a indústria cosmética costuma utilizar nos produtos para cabelo.

SILICONES SOLÚVEIS -  São o que saem com facilidade, interagem com a água e não requerem o uso de shampoos com alto poder de limpeza.

Já que saem com água, são liberados para a rotina No Poo (sem shampoo), porém é difícil encontrar produtos que contenham apenas silicones solúveis na composição. Na maioria das vezes os produtos vem com um outro tipo de silicone, que são os insolúveis.

SILICONES INSOLÚVEIS - São os que não saem com água, eles se acumulam nos fios e então é necessário o uso do shampoo para retirá-los dos fios, porém, não é necessário que os shampoos sejam os mais pesados. Os silicones, mesmo os insolúveis, são permitidos para a técnica Low Poo, isto porque há como retirar os resíduos deixados pelos silicones utilizando shampoos mais leves.

Os shampoos com alto poder de limpeza são os shampoos mais comuns.
Como a indústria cosmética utiliza silicones e óleo mineral na maioria dos produtos, faz sentido essa mesma indústria vender shampoos que sejam capazes de remover o acúmulo dessas substâncias dos cabelos.

Embora os silicones não sejam "vilões", eles também não oferecem nenhum tratamento; não hidratam, nutrem ou recuperam. O que eles fazem é formar uma capinha de proteção que pode ajudar a reter a hidratação nos fios e oferecer proteção térmica, mas uma vez que o cabelo esteja com essa "capa de proteção", ele também fica impedido de receber mais hidratação, nutrição ou reconstrução.

Para quem não segue nenhuma técnica e cuida do cabelo sem evitar esse tipo de substância, o melhor jeito de tratar os fios é seguindo estes passos aqui:

1 - Lavar o cabelo com shampoo
2 - Aplicar alguma máscara ou mistura de tratamento (hidratação nutrição ou reconstrução)
3 - Enxaguar e finalizar com o condicionador

Sempre indico o PRÉ POO, principalmente para quem tem cabelos ressecados e que fazem uso de shampoos pesados, e, gente, esclarecendo de novo; shampoos pesados são shampoos como Seda, Dove, Monange, tresemmé, Pantene, são a maioria dos shampoos que a gente encontra por aí nas prateleiras.

Fiz "colinhas" com os tipos de silicones mais comuns nos produtos.
Se vocês está começando a seguir a técnica Low Poo, já salva no celular porque facilita na hora da compra.
Sempre que trago resenhas aqui no blog, procuro especificar se o produto é ou não liberado para as técnicas.

Insolúveis e liberados para a técnica Low Poo.

Solúveis em água e liberados ambas as técnicas: No e Low Poo.
Muitas pessoas tem dúvidas sobre o poder de limpeza dos shampoo sem sulfato, mas a diferença é que os shampoos sem sulfatos são menos agressivos para o cabelo; fazem uma limpeza suave sem agredir a fibra capilar, enquanto os shampoos mais agressivos provocam ressecamento dos fios.

Mas vale lembrar que o shampoo sem sulfato (o shampoo leve), não limpa os resíduos de parafina líquida.

Leia outros posts sobre Low e No Poo e sobre as substâncias proibidas pras técnicas:

Tudo sobre LOW POO e NO POO.


Qualquer dúvida é só deixar um comentário.

Beijo, supeer!

2 comentários:

  1. Esclareceu muita coisa! Vou agora chegar quais produtos que eu uso e tem os silicones não tão legais assim.. (miga cê continua ligada no 220 einh? Bombardeio de postagem kkk, continue assim)

    ResponderExcluir
  2. Êbaa! Eu tô achando pouco ainda, tu crê? <3

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.
© Oxe me conta! por Fabi Rocha - 2017 | Todos os direitos reservados.
Base de: Laís Portal | Personalizado por: RM DESIGN | Tecnologia do Blogger.